Skip
Instante entre estantes – “Marlene D.” de Marlene Dietrich

Cento e vinte anos depois do seu nascimento, Marlene Dietrich ainda é considerada a “Mona Lisa” do cinema mundial. Carismática, sedutora, independente, reservada quanto à sua intimidade, é um dos símbolos sexuais mais elegantes do século XX. No entanto, deve também ser lembrada pelo tempo dedicado a reunir as suas memórias, que nos dão a…

Instante entre estantes “O Erro de Descartes” de António Damásio

Em 1994 o neurologista e neurocientista António Damásio transformou um livro em Best Seller quando questionou a afirmação de Descartes: “Penso, logo existo”. Baseado em seu trabalho como neurocientista, Damásio traz neste livro, escrito numa linguagem completamente acessível aos leigos sobre a ciência do cérebro, o resultado de seus estudos a respeito da relação entre…

Instante entre estantes “A Dádiva” de Toni Morrison

A Jacob Vaark é um comerciante anglo-holandês que aceita como pagamento de uma dívida uma menina negra de nome Florens. Estamos na América do Norte nos finais do século XVII e vamos acompanhar neste livro os primeiros passos em direção ao que ficamos a conhecer como um dos períodos mais vergonhosos da história da humanidade:…

Instante entre estantes “A Mancha Humana” de Phillip Roth

Num livro essencialmente trágico – como são algumas vidas – Phillip Roth conta-nos a história do professor Coleman Silk, que depois de atingir o auge na sua carreira académica como reitor de uma universidade americana, cai num abismo de perdas irreparáveis por causa de uma declaração infeliz durante uma aula. Acompanhado de perto pelo amigo…

Instante entre estantes “A mãe” de Maxim Gorki

Podemos repensar duas efemérides do mês de maio através deste livro do aclamado escritor russo Maxim Gorki, o dia do trabalhador e o dia da mãe. Usando como fio narrativo a visão do núcleo familiar e dois personagens reais que o autor conheceu nas fábricas de Sormovo – o militante revolucionário Zamolov e a sua…